04 março, 2017

A rima do amor


Janelas vizinhas, troca de olhares sutis
Conversas na varanda, ao luar
Uma cantiga a embalar
A relação que estava por começar

Na infância, ei, vamos brincar?
Na pré-adolescência, juntos no intervalo à lanchar
Na adolescência, uma volta vamos dar
Na fase adulta, me dá a honra de ser seu par?

E foi assim que aquela simples amizade
Transformou-se em amor
Que apesar de rimar com dor
Virou a mais bela flor

Beijos,
Sâmella Raissa

27 fevereiro, 2017

Recomeço


Passo a chave na porta
Abri, entrei. Mais do que isso, voltei
Depois de um longo inverno
Verão, outono, primavera
De dores que não mais passam de flashes
De sonhos agora prestes a se concretizar

Acendo as luzes, afasto as cortinas da janela
Estou de volta ao meu lar
Lar de escritos, poemas, contos de amor
Lar de histórias e sonhos cheios de valor
Com mil novas narrativas por explorar
Enfim, chegou a hora de recomeçar

Beijos,
Sâmella Raissa

11 junho, 2015

[#PHpoemaday III] As eutanásias do dia-a-dia

Image edited, but originally found here.
| #PHpoemaday | Dia 11 | A Eutanásia |
Proibida a cópia ou reprodução total ou parcial do texto.

A eutanásia
Imposta por uns
Aceita por outros
Rejeitada por tantos
Dolorosa para aqueles ligados pelo sangue

Mas tão dolorosa quanto ela
É também as eutanásias do dia-a-dia
A eutanásia dos sentimentos, da alegria,
Dos sabores, da família, das amizades,
Dos sonhos realizados, e caminhos trilhados

Porque tão ruim quanto
Decidir-se por morrer em meio às dores
É abdicar das alegrias da vida
Antes mesmo de enfrentá-las. 

Beijos,
Sâmella Raissa