25 maio, 2013

[WebSérie] Estrela da Noite - Capítulo 13

Este capítulo é parte integrante da WebSérie original "Legally Friends", escrita por Sâmella Raissa. Para ter acesso aos capítulos anteriores, clique aqui.

Confissão Inesperada

Sábado de manhã. Tipo, um dia superinconveniente para se ter aula, mas ninguém disse que meu colégio atuava de forma conveniente, então...
A caminho da escola, porém, eu não tinha tempo para pensar sobre essa banalidade – até porque eu já havia reclamado o suficiente daquilo e não havia surtido efeito algum. Fiquei mesmo pensando em toda a conversa da noite anterior, com a Anneliese. Ainda que de forma sutil, ela se mostrou de acordo com a minha ideia de que ela fosse a protagonista da peça, mas o seu lado tímido a impediu de fazer o teste; principalmente quando, no último minuto, a professora cancelou as audições e decidiu definitivamente que o papel principal seria, claro, da Belinda.
Injustiça? Sem dúvidas.
Mas eu era a Srta. Justiceira ou não era?
[...]
– Ei, Clara!
Já estava me aproximando da escola, mas parei bruscamente no meio do caminho. Estava quase certa sobre quem havia me chamado, mas, ao me virar, vi que não poderia estar mais errada.

– Gustavo? – Indaguei, surpresa. Ele apenas assentiu, se aproximando vagarosamente.
Gustavo Velásquez aparentava ser o típico garoto popular, pelo modo como se vestia e vez ou outra agia, mas era a simpatia em pessoa. Eu e meus amigos costumávamos conversar com ele quando éramos mais novos, assim como os demais alunos da escola, mas desde que ele começou a namorar a Belinda, há quase dois anos, a coisa mudou de figura. Ele praticamente virou mais uma das sombras dela. Basicamente, todos os alunos se esqueceram do garoto simpático e inteligente que ele era e só o reconhecem hoje por ser “o namorado da Drama Queen” do colégio.
 – Há quanto tempo, hein... – Ele balbuciou, meio constrangido. E, realmente, fazia muito tempo mesmo que não nos falávamos.
– Pois é... – Concordei, de cabeça baixa, igualmente constrangida. – Desde que... bem...
– Eu fui um idiota, eu sei.
Levantei a cabeça rapidamente, observando, admirada, o garoto que havia feito tal confissão, sem nem ao menos dar uma pausa. Não esperava essa reação dele, mas... não era de todo mentira.
– Não foi legal andar na sombra da Belinda durante todo esse tempo, não é?
– Não, mesmo. Você estava certa quando me pediu para pensar no que eu estava me metendo, mas, você sabe... A gente faz cada burrada quando se está apaixonado. – Ele murmurou. Seu semblante mostrava o tamanho do seu arrependimento. – Eu acreditei mesmo que poderia fazer dela uma pessoa melhor, sabe, se tornar mais humilde, simpática... Humana!
– Guto, você tinha as melhores das intenções quando quis insistir nesse namoro. – Sorrio-lhe, aproximando-me dele. – A Belinda é uma cabeça dura cheia de orgulho próprio e hipocrisia. Mudá-la por completo seria um verdadeiro desafio, e não que você não conseguisse, mas...
– Está tudo bem, Clara. – Ele tentou sorrir, sincero.
Ficamos nos olhando por um momento, sorrindo sem graça um para o outro. Eu não sabia o que dizer mais a seguir e ele parecia pensar o mesmo, e teríamos continuado naquele silêncio todo, se eu não tivesse me lembrado de algo antes...
Convidei-o para irmos junto para a escola, e enquanto caminhávamos, tornei a pergunta que tanto me intrigava:
– Mas, afinal, vocês ainda estão juntos ou não?
– Infelizmente... – Ele respondeu com desdém. – Eu já cansei de andar na sombra dela, e de vê-la se gabar o tempo todo enquanto eu, que não consigo incutir nada de humano na cabeça dela, simplesmente fico no canto, pensando no quanto a minha vida teria sido diferente se que tivesse seguido o seu conselho. – Explicou-me. – Mas eu também não quero magoar e chateá-la com um rompimento quando estamos justamente perto de completar dois anos de namoro. Por mais que ela não mostre isso, eu sei que ela se importa; ela é sensível e gosta de lembrar de coisas especiais como essa, disso eu tenho certeza.
Já estávamos na rua que antecedia a fachada da escola. Sorri-lhe rápida e sincera, admirando seu lado tão dedicado e protetor.
– É um bom garoto, Guto. – Disse. – Ela só não sabe o quanto é sortuda por ter você na vida dela.

Ele retribuiu o sorriso, e seguimos em silêncio até a escola.


P.S: Desculpem por ter postado só hoje/sábado. Estive um pouco ocupada essa semana, e acabei me esquecendo da data de postagem - ontem, no caso. Farei o possível para que isso não se repita novamente, ok? :)

4 comentários:

  1. Huuum, agora apareceu um Gustavo na história... ainda mais um Gustavo tão fofo! Ai, ai, o Leandro que se cuide, porque o novo personagem é uma tentação à parte... Apesar de meio bobo no quesito de ser tão incrível e namorar alguém como a Belinda, argh. Ah, e o que será que a Srta. Justiceira vai aprontar? #eucuriosa

    p.s.: valeu mesmo pelo último comentário sobre a web série "Fora de Contexto" amore, você não sabe o quanto ele me deixou feliz :)

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, né, cada personagem com suas próprias características :) Mas acho que o Leandro já se garante, sabe, hehe. E pode esperar algo bem inusitado da Srta. Justiceira ;)
      Beijos...

      P.S: Não tem o que agradecer, Lari, que a verdade seja dita, claro! E você com suas webs, arrasa total!

      Excluir
    2. Tomara que o Leandro se garanta mesmo Sâmmy, morreria de peninha do coitado =P
      E também estou super curiosa para descobrir o que de inusitado a Clara fará u--U
      Beijos ♥

      Excluir
  2. Huum, Gustavo tem nome de galã rs
    Eu acho que eu boiei um tiquinho porque não peguei os outros rs Mas tudo bem, gostei muito desse e da forma como você escreve, Sam!
    Beijos
    Descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir