30 julho, 2013

[WebSérie #2] A Fórmula do Amor - Capítulo 02

Este capítulo é parte integrante da WebSérie original "Legally Friends", escrita por Sâmella Raissa. Para ter acesso aos capítulos anteriores, clique aqui. Favor não copiar o texto sem antes ter a permissão da autora.

Nervosa? Imagina!

A noite tinha chegado, e junto com ela, lá estava eu ao pé da porta de casa, sem a mínima vontade de entrar e encarar o meu pai, que havia voltado de viagem à tarde, e queria que eu explicasse pessoalmente sobre o ocorrido no cartão de mamãe. Eu bem teria dormido na garagem – quem disse que garagens sempre são lugares hostis? A nossa tem um sofá-cama superconfortável e um Xbox 360 ligado a uma TV de 40 polegadas – se a Clara não tivesse interferido antes e me feito entrar em casa, ainda contra a minha vontade.
– Mais cedo ou mais tarde você vai ter que encarar, assumir e consertar o seu erro. E quanto mais você ficar adiando, mais vai ser pior! – Ela falou, séria, porém amigável.

Por fim, dei-lhe um grande abraço e tomei coragem o suficiente para entrar em casa – porém, pouco depois da porta se fechar, ficar extasiada na entrada, sem conseguir dar nem mais um passo. Mas eu acabei não precisando disso. Com o barulho da porta após ser fechada, a minha pequena poodle de dois anos, Mia, veio correndo em minha direção, animada. Por um segundo esqueci o que me aguardava no andar de cima, mas tão rapidamente avistei papai descendo as escadas, a feição totalmente impassível e séria. Foi o bastante para me fazer baixar os braços, em rendição, andar vagarosamente até o sofá, me sentar, e encarar a conversa.
Cerca de uma hora e meia depois, eu já estava sentada na minha cama, checando uma última vez as minhas redes sociais. Clara e Leandro ainda estavam online àquelas 22h40 da noite, e decerto estavam batendo o maior papo pelo facebook; Anneliese estava compartilhando salmos e o Felipe... Curiosamente, ele estava off-line. Mas provavelmente ainda estava acordado, nem que fosse jogando vídeo-game. Um risinho passou rapidamente por meus lábios; aqueles eram os meus amigos, mesmo. Já ia deixar o notebook de lado e ir dormir, quando, porém, uma mensagem foi notificada na parte de cima da minha timeline.

Te espero aqui na farmácia às 12h30 em ponto, terminando às exatas 18h. Sem atrasos, por favor.

Claro que só podia ser uma mensagem do Marcos.
Ah, eu mereço!
Junto à mensagem, também estava anexada uma foto da fachada da farmácia, acompanhada do endereço. Uau, então ele já sabia o quão fácil eu me perco por aí; mas que culpa eu tenho se, coincidentemente, sempre acabo perdendo o caminho e parando numa loja qualquer? Bem... ele é mais esperto do que pensei.
Olhei a mensagem mais uma vez, fechei a página e, por fim, desliguei o notebook, que já esquentara suficientemente a almofada em meu colo. Coloquei no criado-mudo ao lado da cama, apaguei o abajur e aconcheguei-me em minha cama, sabendo que não mais teria o luxo de sair da escola direto para casa. Tudo porque, bem, eu passaria a trabalhar. Em parte, isso seria bom, afinal, vou ganhar meu próprio dinheiro...
Isto é, se mamãe não tivesse ficado tão furiosa a ponto de dizer que todo o meu salário iria para a dívida que eu lhe deixara. E de acordo com os cálculos, aquilo duraria uns cinco meses... só para você ter uma ideia do tamanho do estrago.
[...]
Na segunda, quase não prestei atenção às aulas. Tentava me concentrar, mas qualquer coisa para qual eu olhava, dizia, pensava, escutava, me fazia voltar a pensar sobre o meu período após a escola. Eu estaria trabalhando. Nem preciso dizer o quão a professora Josielle se surpreendeu quando eu lhe disse que não poderia mais frequentar o Clube da Moda do Século XX, do qual eu participava ativamente desde o 2º ano; estava, inclusive, a pouco de me tornar a assistente oficial da Josielle no clube, mas isso não aconteceu, já que eu tive que sair para ir trabalhar.
Isso soa tão estranho, sabe... 

Um comentário:

  1. Susana e sua fobia de trabalhar =P Mas acho que se eu tivesse que mudar minha rotina toda pra trabalhar meio período também acharia estranho '-'
    Tomara que dê tudo certo pra ela na farmácia do Marcos! Aguardando a continuação ansiosamente ♥
    Beijos ;)

    ResponderExcluir