19 fevereiro, 2014

Bailarina


Sou uma bailarina
Dançando no silencioso salão
Numa noite fria e densa
Cuja brisa é a minha única companhia
E o esvoaçar de meu vestido é a única reação

Sou uma bailarina
Brincando com a noite
Criando minha própria melodia
Dançando para o mundo dos sonhos esquecidos
À mente, mas não ao coração.

Sou a sua bailarina
Que te sonha, te encanta, te atrai
Que declara seu amor por passos de dança
Inspirados unicamente por seu coração
E que te espera na última nota dessa canção

Então, agora, seja meu parceiro
Segure minha mão e acompanhe a melodia
Não tenha medo de errar
Os doces sonhos são nossos guias
E o amor será sempre o nosso alvo.

por Sâmella Raissa
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

2 comentários:

  1. E a doçura dança com passos leves e harmoniosos entre cada verso, acompanhando a bailarina... Acho que nem preciso dizer que o poema está encantador.

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a Lari, poesia simplesmente encantadora ♥.
    Beijos :)

    ResponderExcluir